segunda-feira, 21 de maio de 2012

Cremes x Espinhas

Oi divinas, bom dia! Semana passada a caminho do trabalho fui passar uma base, tirar as olheiras... aquela maquiagem bem manhã. Quando olho no meu espelho "pan!" uma espinha na minha bochecha!!! Foi uma surpresa porque eu não tenho espinhas a muito tempo principalmente depois do anticoncpecional...

Comecei a matutar pensar e lembrei que as vezes quando uso base, maquiagem, essas coisas, no outro dia aparece uma espinhasinha geralmente na bochecha. Lembrei que passei um creme anti-idade (que por sinal mal uso). E, logo depois, coincidentemente essa espinha apareceu.

Resolvi então consultar a divina Luciana Monteiro, médica dermatologista e minha prima por afinidade (casada com meu primo). Confiram algumas preciosas informações que ela nos deu:



Cremes hidratantes pra rosto e maquiagem podem provocar espinhas? Se sim, por que isso acontece? O creme entope o poro e inflama?

Dra. Luciana: Sim, cremes e maquiagem podem precipitar ou agravar a acne (cravos e espinhas). A quantidade de "óleo" presente na superfície da pele está diretamente relacionada ao aparecimento de espinhas, pois o óleo obstrui a saída do folículo pilossebáceo (popularmente dito poro), o que, juntamente com a ação de uma bactéria encontrada na superfície da pele - o Propioniobacterium acnes -, causa inflamação; logo, cosméticos inadequados para o tipo de pele,  resíduos de condicionadores de cabelo em contato com a pele,  roupas abafadas, protetores solares mais oleosos podem piorar a evolução da acne.

Quais cuidados devemos ter ao comprar um creme desses? Antes de usar sempre precisamos consultar uma dermatologista?

Dra. Luciana: Antes de aplicar qualquer tipo de produto, devemos procurar saber se sua formulação é a mais adequada para o nosso tipo de pele. Como regra prática, pessoas com a pele mais oleosa e com tendência à acne, devem dar preferência a apresentações em gel, veículos oil-free ou mousses, formulações que tendem a ser mais secas. Em alguns rótulos vemos a informação "não comedogênico", ou seja, que não induz, na teoria,  o aparecimento de espinhas e que, portanto, poderiam ser utilizados com mais segurança. Outra dica importante é dispor de um bom produto para higienização diária da face,  para retirar o óleo natural que algumas pessoas produzem em excesso, o suor  e resíduos de produtos como a maquiagem. Persistindo o problema, procurar o dermatologista para a orientação adequada.

Que outros conselhos você nos da sobre o uso de produtos para o rosto? Esses anti-idade são bons de fato?

Dra. Luciana: O envelhecimento  da pele é um processo multifatorial, decorrente da ação do tempo, da genética e dos hábitos de vida. Assim é exacerbado por exposições indevidas à radiação ultravioleta (sol), pelo fumo, pelo stress, por alimentação desiquilibrada.  O cuidado com a pele no sentido da prevenção e tratamento do envelhecimento passa pela exposição racional ao sol e pelo uso de um bom filtro solar, que deve ser usado idealmente 15 a 20 minutos antes da exposição e reaplicado em intervalos regulares. Muitas vezes o dermatologista prescreve ácidos, como o ácido retinoico e derivados, para uso em domicílio (lembrar que a auto-medicação é contra-indicada!!) e também vitaminas, minerais e fitoterápicos com efeitos anti-oxidantes. Em relação ao uso de cremes comuns ou cosméticos , pode ser que alguns melhorem o aspecto da pele por deixá-la mais hidratada , mas para otimizar o  resultado que se espera é sempre bom consultar um dermatologista.

Quem contribuiu com esse texto foi:

Luciana Monteiro Marques, 32 anos, médica dermatologista.

2 comentários:

  1. Ótimas dicas, bastante esclarecedora a entrevista!!

    ResponderExcluir
  2. Adorei as dicas!!!
    Tbm adorei o Mulher Divina....
    Bjss

    ResponderExcluir

Comente aqui!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...