Gabriela * Cravo e Canela

A Rede Globo está relançando semana que vem, a partit de segunda, 18 de junho, a novela Gabriela Cravo e Canela, uma releitura de Walcyr Carrasco do romance regionalista de Jorge Amado (2012 é o ano do centenário do autor) que já passou pelas telinhas com outros atores 10 anos antes de eu nascer, em 1975.

Juliana Paes será a protagonista. Pra viver a persoangem ela passou por uma verdadeira transformação. A atriz deixou crescer as sobrancelhas e o cabelo, malhou para perder peso e desenvolver músculos e pegou sol para deixar a pele mais morena. 

Você ja viu as propagandas? Teve vontade de pegar sol vendo Juliana Paes???

O que esse romance tem que atrai tantas pessoas? Novela, filme e diversas traduções (15 idiomas), prêmios...

"A novela retratava a vida de Gabriela, simples moça do sertão baiano que fora para Ilhéus para fugir da seca nordestina. Moça sofrida, porém muito alegre, seduzia os homens; a novela mostrava o amor de Gabriela com um estrangeiro que não aceitava seu comportamento, ora ingênuo, ora loucamente sensual. Gabriela era uma cabocla (filha de índia com branco) brigona e ousada, que andava descalça e com vestidos extremamente curtos, e muito trabalhadora." (http://pt.wikipedia.org/wiki/Gabriela_%28telenovela%29)

Pelo pouco que lí a Gabriela é uma mulher que tem as seguintes caracteristicas em uma sociedade altamente machista:

* Independente * Sensual e fogosa * Trabalhadora * Ousada * Bonita * Animada *


"Com seu espírito livre, primitivo e de uma sertaneja ignorante, Gabriela acaba sendo a mulher mais livre da história e passa a ser admirada por outras", conta Mauro Mendonça filho... Mauro ressalta ainda que o comportamento da morena, apesar de escandaloso para a época, se aproxima bastante do que vemos presente nas mulheres de hoje em dia. E além de retratar o papel feminino naquele tempo, a trama continua fiel à obra antológica com muito humor e crítica política e social". (http://tvg.globo.com/novelas/gabriela/Bastidores/noticia/2012/06/gabriela-e-mulher-mais-livre-da-historia-conta-mauro-mendonca-filho.html)

Com o meu não, meu querido!

Não vim escrever sobre Gabriela pra ser mais uma que anuncia a novela. Esses dias tirei uma folga do trabalho e tenho visto mais TV apesar de ver pouco. Quero compartilhar a minha percepção sobre os anúncios da Novela que se passam na Globo. Pela propaganda Gabriela é uma mulher altamente sensual e ao mesmo tempo rustica, do tipo que choca a sociedade. Outros chamados da novela também mostram uma história de um dentista que se interessa por uma mulher casada que tem um marido que é um "cavalo", e no meio disso tudo ainda tem um bordel onde maridos traem suas esposas e homens e mulheres se prostituem. É isso que percebo que a Globo tem focado e usado como anzol pra atrair telespectadores.

Na vida real, a atriz que está sendo aclamada com essa personagem, admite passar por uma situação delicada:


"Com o respaldo do horário, Juliana e todo o elenco, comandado pelo diretor Mauro Mendonça Filho e o autor Walcyr Carrasco, podem ousar na sensualidade. Mas na casa da atriz todo cuidado é pouco. O maridão Carlos Eduardo Baptista morre de ciúme e manterá uma postura que adota há alguns trabalhos da atriz. — Ele continuará sem ver minhas cenas mais quentes — admite a bela morena". (http://extra.globo.com/tv-e-lazer/driblando-ciume-do-marido-sem-medo-de-sexo-juliana-paes-torce-para-agradar-em-gabriela-espero-que-gostem-4775538.html#ixzz1xsAwzTvf)



Será que o marido dessa mulher tem motivo pra ciúmes?

Estamos vivendo em uma sociedade sem referência de princípios. Tudo pode, tudo é bonito, não ao preconceito! Com base em que??? Antigamanete a Bíblia era a base e se sabia o que era certo o que era errado. O que era puro e o que era pecado. Mas hoje quem ainda guarda esses valores é visto como quadrado, retrogrado e etc.

Veja como são bem produzidas as novelas, como são luxuosos os cenários, vestuários, maquiagem dos atores. Há uma super produção para transmitir valores e atitudes como: Traição, vingança, cobiça, luxúria, prostituição, sexo fora do casamento, desonestidade, brigas, ganância. Atores e atrizes embarcam nessas novelas e comprometem a própria vida pessoal atrás do louvor que o papel traz.


Mas só há beleza nos estudios porque na vida real essas coisas provocam situações diferentes. Não há alegria onde há desestrutura familiar. Temos claro um caso real na TV esses dias, o assassinato do empresário da Yoki. Na história desse casal que é trágica e terrível pode-se encontrar valores comuns aos que serão passados em Gabriela. Mas ninguém enxerga isso. E se posicionar como estou me posicionando agora soa absurdo à maioria.

A Mulher Divina é sim uma mulher sensual mas para o seu marido. É uma mulher trabalhadora que preza pela família e teme a Deus. A Mulher Divina se da ao respeito e é feliz por isso. Essa falsa alegria apregoada pela televisão só gera desgraça na verdade. Eu não quero ser como Gabriela, mas quero ser como a Mulher de Provérbios 31. Não há como ser feliz e próspero realmente sem a benção de Deus. E Deus não abençoa pecado, Deus não abençoa relacionamentos que vivem sob pecado. Riqueza não é sinal de benção, o diabo pode tornar as pessoas ricas materialmente também. Mas ricas espiritualmete nunca.

Como você se posiciona diante da atualidade e seus conceitos? Diante do que a mídia tem pregado? Você se considera uma Gabriela e concorda que as mulheres hoje se parecem com ela? Você concorda com essa postura moderna?

Fica aqui um tema pra se meditar...

Beijos

 

Comentários

Postagens mais visitadas