4 dicas simples para os primeiros meses de casada

Estava conversando com meu esposo sobre casamento. Dia 24 completamos 11 anos de namoro e estamos a caminho dos 3 anos de casados. Estar casada tem sido uma delícia... apoio 100% o casamento mesmo com todos os desafios envolvidos nessa nova etapa da vida.

Eu e meu esposo no dia do nosso casamento
Eu estava conversando com ele e dizendo: "Amor, eu acho que se Deus me permitir ser mãe e ver meus filhos casar, eu vou querer conversar muito sobre casamento com eles...". Acho que um dos períodos mais "doidos" do casamento, e decisivos também, são os primeiros meses de casada. Falo pra pessoas que vivem uma realidade semelhante a que vivi: nunca ter morado com ele, deixar a casa dos pais, assumir sua independência.

A mistura de delícias e preocupações já começa na lua de mel. A intimidade sem limites traz seu lado bom e ruim. Dormir juntos como Adão e Eva no paraíso é um sonho. Porém uma simples noite pode lhe surpreender: um ronco que você nunca ouviu, um halito que você nunca sentiu, um sonambulismo que você nunca viu.

Eu tive muita vergonha na hora de usar o banheiro, de saber se ele ia ouvir alguma coisa kkkkkkk. Também descobri que meu esposo as vezes fala enquanto dorme. A gente descobre coisas novas do nosso companheiro quando casa e diante das descobertas que você vai fazer você precisa saber como reagir. Essa é a chave! Como você vai reagir diante de uma nova descoberta no casamento!

1. Nunca menospreze: Se você quer um casamento feliz, nunca menospreze seu amor por um jeito ou comportamento dele. Por exemplo: Digamos que ele seja uma pessoa que tem facilidade pra suar, fica suado se se abaixar pra apanhar uma caneta. Não chame ele de nomes pejorativos ou que o menosprezem fazendo ele se sentir mal por esse característica; Também não menospreze características físicas: "narigudo, barrigudo, feio" mesmo que seja por brincadeira, as vezes você pode magoar a pessoa.

2. Trate como gosta de ser tratada: Tem mulheres que se o marido roncar leva uma mãozada, um chute ou coisa do tipo. Pense comigo: ele nem sabe que está roncando. Tem coisa mais desagradável que acordar com um chute??? Não faça isso. Trate como você quer ser tratada. Isso vale pra tuuuudo!

3. Não perca o respeito: "Idiota! Imbecil! Burro! Jumento! Lezado! Abestalhado! Otário! Ridículo!, palavrões e coisas semelhantes, são palavras proibidas quando o assunto é tratamento mútuo de um casal. As vezes você começa brincando e termina brigando. Pra não ser mal interpretado ou desagradável não utilize esse tipo de linguagem com seu esposo. Se você não fala assim com ele, ele não tem o direito de falar assim com você, do contrário, se você fala, também poderá ouvir. É muito desagradável e quebra a harmonia do lar. Então, fique longe disso.

4. Não tenha vergonha: No casamento vergonha também é uma palavra que não combina. Pra ser feliz no casamento, tanto homem quanto mulher precisam ser livres! Vergonha escraviza! Vergonha de cantar alto, vergonha de dizer o que pensa, vergonha de ficar pelado! Isso é muito ruim! Não tem coisa melhor do que sentir que você pode ser você mesma ao lado do seu amor. Não tenha vergonha nem deixe seu marido com vergonha. Aceite ele como ele é. Seja corajosa e liberte-se!

Todos esses conselhos são baseados em minha experiência de vida e minhas opiniões, e muitas vezes são desafios pra mim também. Fazer o certo nem sempre é fácil. Mas o que nós plantamos no início de um casamento poderá definir como ele será para o resto da vida.

De toda forma, se o seu não começou assim: Ame e perdoe, o amor faz esquecer mágoas e erros.

Beijo divina,

Fique com Deus!

Comentários

Postagens mais visitadas