quarta-feira, 27 de novembro de 2013

Um testemunho simples e profundo

Na minha adolescência e até o início da vida adulta, eu tinha cólicas menstruais terríveis. A menstruação era um pesadelo que eu tinha que aguardar todo mês. Tinha raiva de ser mulher por conta dela. Era uma dor que ficava por horas e não tinha remédio que passasse. Algumas vezes eu vomitava de dor e ficava pálida.



Muitas vezes durante esses dias sofridos eu só pensava em ter uma pessoa perto de mim: minha mãe. A presença dela me acalmava. Certo dia, entretanto, eu comecei a passar mal e minha mãe não estava em casa. Acho que ela tinha viajado. Quem estava em casa era apenas meu pai, e estava longe de mim muito envolvido em um trabalho.

Eu me contorcia de dor e não tinha a minha mãe pra chamar. Comecei a orar e pedir pra Deus passar aquela dor. Pedi pra Ele ficar comigo. Eu pedia tanto, tanto. Minha oração era insistente. Eu queria sentir a mão de Deus me tocando, me abraçando, como minha mãe fazia quando eu estava passando mal.

Mas nada acontecia.

Eu continuei orando quando de repente algo aconteceu.

Meu pai estava em casa fazendo algum trabalho no primeiro andar. Ele já estava "acostumado" a me ver daquele jeito, não podia fazer muita coisa. Mas naquele dia foi diferente. Meu pai sempre foi durão. Não digo que ele não era/é carinhoso. Mas sempre foi de carinhos curtos, não muito pegajosos: um cheiro, enrolar a franja ou uma mecha do meu cabelo e fica esfregando a ponta da mecha na minha testa (é, diferente, eu sei, mas eu gostava). Mas nesse dia, Deus usou a vida de meu pai.



Meu pai preparou uma cadeira espreguiçadeira e encheu de travesseiros pra eu sentar confortavelmente. Depois me cobriu com lençol, me deu remédio, fez chá pra mim e me colocou perto dele.

Eu, como uma pessoa imatura na fé naquela época, achava que enquanto eu orava Deus ia descer do céu e me abraçar. Deus não precisa fazer isso porque ele mostra o seu amor através das pessoas, dos que estão à nossa volta. Nós somos os braços e pernas de Deus, o corpo de Cristo (1 Coríntios 12:27). Sei que Deus tocou o coração de meu pai e que meu pai teve compaixão de mim como Deus estava tendo. Não tinha ninguém melhor que o pai da terra pra demonstrar o amor do pai do céu.

Pouco depois que meu pai me aconchegou junto dele eu fui ficando boa.

Nós, seres humanos, temos acesso a um bem valioso, precioso e caro, mas que não sabemos usar: A fé. A fé é uma joia que muitos de nós até temos um pouco mas que não usamos como devido. A oração é poderosa. A Bíblia sempre nos incentiva a orar dizendo que a nossa oração pode mover muitas coisas.

Eu não tenho apenas este testemunho. Tenho diversos. Esse testemunho em específico me ensinou que nós podemos ser as mãos e os pés de Deus na vida das pessoas. Basta que estejamos atentos a sua voz, quando ele toca o nosso coração e nos faz sentir o desejo de fazer o bem a alguém. Quando ficamos cheios de amor e compaixão, Deus está nos fazendo ver como ele vê.

Quando alguém lhe ajudar, perceba o cuidado de Deus sobre você. Quando sentir desejo de ajudar, saiba que suas mãos estão sendo instrumentos do amor de Deus! Ele tem os ouvidos atentos pra ouvir a nossa oração e fazer mais do que pedimos ou pensamos.

Beijos,

Fique com Deus

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente aqui!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...