quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

Razões e Emoções: Violência crescendo... a responsabilidade também é sua!

Estou triste, chateada e inconformada ouvindo as notícias de ultimamente. Esta semana foi noticiado o assassinato de dois jovens em Natal. Em todos os lugares do nosso país tem havido excesso de violência. Aqui em Natal, os índices só crescem a cada ano. Agora virou moda os rolezinhos, arrastões e tocar fogo em carros e ônibus. Meu Deus!

E a morte do cinegrafista? Santiago Ilídio Andrade, de 49 anos foi morto registrando um conflito quando algum irresponsável acendeu um rojão que acertou sua cabeça! Violência gratuita, vítima inocente. Tristeza e inconformismo absolutos. A esposa dele falou, e é verdade. Onde estão as famílias do nosso país pra educar os jovens, pra ensinar a amar, pra ensinar o valor à vida?



O que está acontecendo com o nosso país? Pelas ruas de Natal, na Av. Ayrton Senna, é possível ver crianças nos sinais com rodinhos na mão pra limpar para-brisas, sem ter sequer tamanho suficiente pra conseguir alcançar o para-brisas inteiro. Outras estão simplesmente pedindo dinheiro, se arriscando em meio aos carros em movimento. Muitas descalças, debaixo do sol escaldante e perigoso. Qual o futuro de uma criança dessas?

Fui tomar café na padaria semanas atrás e uma senhora visivelmente humilde estava na fila pra fazer o prato. Era fácil identificar que era uma pedinte. Roupa velhinha, sem vaidade, carregando uma sacola, aparência muito humilde. Ao final, quando fomos pagar a conta, ela estava ao lado do caixa e pediu ajuda pedindo pra pagar a conta que ela fez. Fiquei constrangida. Chateada. Não que pagar o café dela fosse doer no bolso. O que me incomoda é que, não por culpa total dela, há uma completa falta de educação. Além disso essas pessoas aprendem a fazer esse tipo de coisa. Entrar em um restaurante, fazer o seu prato e pedir a outra pessoa que pague depois de já ter comido. Não é a primeira vez que acontece comigo.

Fico observando essa pessoa e imagino que ela cresceu muito distante da realidade que eu cresci. Muito provavelmente tiveram péssima educação, péssimas condições de moradia e hoje vivem assim, habituados a pedir.

Por muito tempo me senti responsável por não fazer nada por essas pessoas até que minha mente deu um estalo! Eu posso votar! No nosso país até palhaço entra na política. As pessoas votam por critérios absurdos e não enxergam a importância do seu voto.

Eu fui uma das que votei de forma irresponsável por muito tempo. 2014 é ano de eleições. Qual o critério que você vai utilizar pra escolher seu candidato? Será o mais bonito? O mais eloquente? O que beija mais crianças? Um amigo ou parente?

Vejo a TV falando sobre políticas públicas para melhoria da segurança. É verdade, precisamos. Mas policiar as ruas será realmente a solução? Ou devemos ir no problema que motiva a violência? Por que há tanta violência? O que leva os jovens a fazerem arrastões? Porque acontecem tantos assassinatos?

Além de maior policiamento, acho importante escolhermos candidatos que tenham projetos voltados para uma educação básica mais acolhedora, de qualidade. Isso passa por fazer escolas com mais estrutura e dar melhores salários aos professores. Muitas crianças estão nas escolas mas não tem educação. As condições são precárias.



Precisamos de mais políticas de combate as drogas, conscientização da população, criação de escolas que possam trazer emprego e oportunidades. Os direitos básicos do homem precisam ser satisfeitos pra que ele não se marginalize.

A questão não é simples. Mas nossos políticos estão aí pra isso, eles tem o poder, e nós temos o poder de elegê-los. Em lugar de ficarmos criando muros enormes pra nos proteger uns dos outros, precisamos olhar além desses muros e buscar entender o que tem levado a violência a crescer e pensar, refletir sobre o que podemos fazer.

Pense, a responsabilidade também é sua! Precisamos orar pelo Brasil e também fazer a nossa parte!

Esta manhã uma música tocou em minha cabeça, vou deixar aqui pra você ouvir.


Beijos divina,

Fique com Deus

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente aqui!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...