quinta-feira, 16 de outubro de 2014

Papo de Mãe: Quando meus males forem velhos...

Os seus serão novos!

Já dizia minha mãe! Dizia não, diz, pois até hoje escuto essa “ladainha”.  Antigamente eu não entendia o significado deste ditado, mas hoje, depois que virei mãe, não só entendo como eu também falo. É muito fácil criticar, julgar, falar do comportamento ou educação que uma mãe dá ao seu filho, então sempre que escuto algum tipo de crítica, comentários ou coisa do tipo, utilizo este real ditado.

Outro dia, lembrei-me de um fato que aconteceu na casa da minha mãe há muitos anos atrás. Ainda não tinha engravidado do Pedro. Um domingo, durante um almoço em família, chega meu sobrinho ainda pequeno falando para minha irmã que queria fazer cocô. No mesmo instante, minha irmã sai da mesa e vai acompanhá-lo... Comecei a rir, tirar onda da minha irmã e ainda falar com certo nojinho sobre ter que limpar cocô bem na hora do almoço. Minha irmã se virou pra mim e disse: “Quando meus males forem velhos, minha irmã, os seus serão novos”. E ela me disse ainda que eu nem precisava me preocupar porque mais cedo ou mais tarde quando eu fosse mãe , ia passar pela mesma situação. Pois parece que a criança adivinha e a vontade de fazer o Nº 02 só acontece quando a  mãe senta para comer.

E não é que é verdade? Não acontece sempre, vez por outra passo por umas dessas. Não sei se foi praga de irmã! Outro dia após terminar de fazer meu café da manhã (eu moreeeeendo de fome, vale salientar), chega o Pedro e diz: “Mãeeee, quero fazer cocô! Tô muito apertado!” E eu como uma mãe solícita, mesmo com a barriga encostada nas costas de fome, guardei meu café no microondas e fui lá acompanhar meu filhote. E depois me contentei em tomar meu café da manhã esquentado no microondas.

Falando em nojinho ao cocô, não tenho nojo nem do cocô, nem do cheiro dele,  pois é do meu filho. Não sei como é que acontece, depois que o filho nasce, parece que é um botãozinho automático, e puf, você não sente nojo dessas coisas que antes só faltava colocar os bofes pra fora.

Hoje dou muitas risadas quando vejo alguém reclamar que não tem tempo pra nada! Eu só faço rir e digo: “ se você não tem tempo hoje, espera só você virar mãe”.  Eu sou filha, esposa e mãe, trabalho fora,  faço academia, pós-graduação, viro faxineira nos fins de semana e você ainda reclamando que não tem tempo pra nada?! Eu só digo uma coisa: Quando meus males forem velhos, os seus serão novos!

Eu e Pedro. [Arquivo Pessoal]


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente aqui!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...