Uma mãe que trabalha, que estuda, que… ufa!!!

Assim como eu, tenho muitas amigas que são mães e que tem trilhões de responsabilidades. Antes do Pedro, eu achava que não tinha tempo para nada, mas depois que o Pedro chegou, aquele meu tempo que eu achava que não tinha, ficou escasso. Acontece que não sei como, nós conseguimos com todas as responsabilidades que já tínhamos,  conciliar todos os novos afazeres e responsabilidades.

Acho que quando nós nos tornamos mães, Deus envia junto ao nosso filho, uma dose de disposição, para aguentar uma rotina puxada durante o dia, fazer segundo turno em casa, hora extra a noite (risos) e ainda por cima, dormir beeeeeem menos que antes.

Fonte: http://maedepeso.com.br

No início, a adaptação a essa nova rotina foi um pouco difícil, pois eu vi minha vida inteira mudar com a chegada do Pedrinho. Mudar? Como assim Dri? Você deve estar se perguntando. Isso mesmo, eu respondo, meus horários não me pertencem mais, durmo depois e acordo antes. Sair com os amigos, só combinando com bastante antecedência e se tiver alguém que possa ficar com ele, e rezar não ocorrer nenhum imprevisto no dia.

Eu por exemplo, trabalho (8hs por dia, e as vezes mais), faço academia, estudo (terminando uma pós), participo de alguns trabalhos na igreja (trabalhei no ECC, vou trabalhar no Segue-me e em breve ingressarei em uma Pastoral),  tenho que lavar e passar roupas no fins de semana, visitar meus pais que moram em outra cidade pelo menos a cada 15 dias, ter tempo para meu filho, sair nos fins de semana sempre que possível (um bosque, shopping, teatro) e não esquecer do marido. Pois quando não podemos sair, pelo menos um filminho depois do Pedro dormir. E assim vamos levando a vida!

Não! Não tenho o menor arrependimento de ter me tornado mãe. Não existe experiência melhor no mundo. A mais trabalhosa, a mais cansativa, mas, a mais compensadora. O amor do meu filho me dá toda a força, coragem e disposição que eu preciso, pois é por ele que a cada dia eu tenho mais vontade para correr atrás dos meus objetivos. Não imagino minha vida sem a presença dessa criaturinha tão fofa!


Hoje quando vejo qualquer pessoa (que ainda não tem filhos), dizer “não tenho tempo para nada”, eu digo as sábias palavras do filósofo baiano Cumpadi Whasington: “Sabe de naaaaada inocente!!!”. 


Beijo grande mamães, 

Dri

Comentários

Postagens mais visitadas