Como reconhecer e sair de um relacionamento abusivo?




Olá divinaxxs,

quem nunca esteve em um relacionamento abusivo, não é mesmo?
E, se você nunca esteve, que sorte a sua.
Mas, o papo aqui é com quem está ou já esteve preso em um relacionamento abusivo.
O relacionamento abusivo começa sempre cheio de mimos, excesso de carinho, enchendo a parceira(o) de atenção, enviando várias mensagens amorosas como se estivesse preocupado(a) com como a parceira(o) está conduzindo seu dia, e, aos poucos, fazendo com que a pessoa abra mão da sua individualidade por estar sempre tão ocupado com o companheiro(a). Aos poucos há um afastamento, aparentemente, natural da pessoa para com os amigos e familiares, ela começa a viver e fazer tudo conforme a vontade do parceiro e sua vida vira uma extensão da vida da outra pessoa. 

Esse afastamento dos amigos e familiares poderá acontecer de forma sutil, você começa a se envolver na vida do parceiro(a), gostos, jogos, amigos, familiares dele(a) e, sem que perceba, torna-se completamente vulnerável e perdida se não for conduzida pelo parceiro. Há, muitas vezes, até uma perda da capacidade de definir o que gosta ou não, você perde todo o poder de decisão. Sim, pode-se perder a capacidade de discernir os seus próprios desejos por estar tão envolvido em satisfazer o outro a qualquer custo.

Com o passar do tempo, poderão acontecer crises de ciúmes e, consequentemente, o aumento do nervosismo, ocasionando brigas no relacionamento e fazendo com que a pessoa que já se encontra frágil e oprimida, se sinta culpada. 

Na verdade, esses relacionamentos abusivos roubam a identidade ao ponto do abusado não distinguir mais quem é e o que quer, podendo afetar pequenas decisões como o que e onde comer e/ou grandes decisões como que faculdade escolher. Além disso, com o afastamento dos amigos, a pessoa se sente ilhada e. sem apoio e, ao se sentir completamente sozinha, tem a sensação que se o relacionamento acabar não terá mais motivos para viver. A partir disso, surge uma grande dependência emocional, o abusado se sujeita a humilhação e extrema aceitação, e, de repente, está vivendo aquela frase: "o que tudo aceita não é amor, é omissão"; se torna omisso na sua própria vida, não consegue mais recuperar o controle. Mas, que própria vida se já a perdeu pra outro?

Autoestima então, sequer sabe o que é isso, se sente inferiorizado, coloca defeitos no corpo, cabelo, se sente sem valor e acha que nunca mais vai encontrar alguém que a ame, porque, na sua cabeça, é tão ruim que ninguém além do opressor pode amá-la. Então, aos seus olhos, ela perde o valor. 

E agora como terminar um relacionamento abusivo e recuperar a sua vida de volta?

Ah, eu não sou psicóloga ou guru do amor.. Haha! Mas, alguns passos poderão ajudar:

1º PASSO: NÃO JUSTIFIQUE O ABUSO

O primeiro passo é entender que está em um relacionamento abusivo e que isso não é culpa sua. Diante do abuso, a nossa reação primária é tentar justificar o abuso por nos acharmos culpados pelo comportamento agressivo ou manipulador do parceiro opressor. Não justifique o abuso, você não tem culpa.

2º PASSO: PROCURE AJUDA PARA REDESCOBRIR QUEM VOCÊ É

Torna-se necessário você redescobrir quem você é, resgatar os seus sonhos, re-significar o seu projeto de vida e, talvez, precisará de ajuda profissional de um psicólogo nesse processo ou de grupos de apoio. A autoconfiança está dentro desse processo de redescoberta, porque quando você acreditar novamente no seu potencial e no quanto é sensacional, entenderá que não precisa do opressor para viver e conseguirá resgatar sua independência. 

3º PASSO: ENTENDER QUE A SUA FELICIDADE SÓ DEPENDE DE VOCÊ

Muitas vezes pensamos que somos metade de uma laranja ou limão (para os mais azedinhos), mas na verdade somos seres completos, não precisamos de ninguém para nos completar ou nos fazer felizes, a nossa felicidade depende apenas de nós mesmos, aprender a ser feliz sozinho é algo incrível (esquece aquela velha musica do Tom Jobim). Existe um mundo inteiro a ser explorado e não existe uma regra que ele precisa ser explorado com alguém do seu lado, principalmente alguém que te faz mais infeliz do que feliz. Tome a decisão de não viver de migalhas. Explore o mundo. Viaje. Conheça novas pessoas. Aprenda uma nova língua. Ouse. Grite. Sorria. Não deixe o medo de ficar sozinha te assombrar, não há nada de ruim nisso. Encontrar alguém é apenas uma consequência, não pode ser o centro da sua vida.

4º PASSO: NÃO VOLTE ATRÁS AO MENOR SINAL DE MUDANÇA

Uma dica preciosa: quando você começar a recuperar a sua autoconfiança, o opressor vai perceber e fazer várias promessas de mudança, vai afirmar que reconhece que errou e pedir uma nova chance. Nesse momento, lembre das várias chances que você já deu, das brigas, da inferiorização, de tudo que abriu mão e não foi suficiente. Não se renda a jogos psicológicos que pretendem continuar a te manter sob o domínio do opressor, as vezes o outro acha que você é uma propriedade dele e te gera um sentimento de "parecer que nunca é boa o suficiente para ele e por isso não será para ninguém", te mantendo aprisionada ao relacionamento. Chega. Não dê um passo pra trás. Agora, confiante, é hora de dizer ADEUS.

5º PASSO: CORTE RELAÇÕES DEFINITIVAMENTE

Um passo importante nesse processo de rompimento do relacionamento abusivo é cortar definitivamente qualquer tipo de contato, apague o número do celular, bloquei e delete das suas redes sociais e e-mails, e, evite, de qualquer forma, frequentar ambientes comuns. Com isso, você evitará o constrangimento de se deparar com o ex nos lugares que estará indo se divertir e, ainda, vai evitar aquelas mensagens noturnas que podem te fazer derramar litros de lágrimas e se sentir arrependida.

6º PASSO: HORA DE SEGUIR EM FRENTE

Por fim, é hora de seguir em frente. É importante não se envolver em um novo relacionamento logo em seguida, após um relacionamento abusivo pode existir um sentimento de que ninguém é confiável e levar para o novo relacionamento os traumas não curados do passado. Se envolve em outras atividades, aprender coisas novas, fazer cursos ou viagens podem te ajudar nesse processo. 

E, para finalizar, navegando pelo youtube, me deparei com um vídeo da DayOne que é uma organização americana que tem como missão ajudar os jovens a acabarem com abuso nos relacionamento e violência doméstica, o vídeo se chama Sunshine - Don't Confuse Love & Abuse e não possui frases e/ou conversas, ele é bem pequeno (2m45s) e demonstra como surge um relacionamento abusivo de forma ilustrativa e de fácil compreensão, vale muito a pena assistir:


Então é isso divinaaaa, se você não passou ou não está passando pelo problema, compartilha o texto com aquela pessoa que você conhece e já aconselhou várias vezes, mas ela não consegue se livrar do relacionamento. Até mais.

Comentários

Postar um comentário

Comente aqui!

@blogmulherdivina - Instagram