De Mulher para Mulher: 10 coisas que toda mulher precisa saber! #OutubroRosa



Eu, Ruth Veras, poderia estar aqui me unindo à temática do Outubro Rosa (#outubrorosa) apenas por estar em voga esse mês. Mas, além de saber sua relevância, eu tenho experiência na pele de como essa campanha é importante. Aos 17 anos, depois de assistir na TV campanhas orientando o auto-exame, descobri um nódulo no seio esquerdo. Graças a Deus era benigno e fiz cirurgia logo em seguida para retirar.

É lindo ver a mobilização das mulheres porque o câncer de mama, quando descoberto precocemente, tem chances de cura elevadíssima, e, além disso, a própria mulher pode descobrir os primeiros sintomas sozinha (60% das mulheres descobrem por conta própria)!

Pedi à minha irmã gêmea, Dra. Raquel Montalvão, que como médica compartilhasse conosco algumas orientações que toda mulher deve saber, não apenas relacionadas à câncer de mama mas a saúde feminina como um todo. Aproveite as orientações escritas com carinho pra você!

10 dicas sobre saúde da mulher que você precisa saber:

1 - Devo fazer o auto exame das mamas? 

Apesar de controvérsias a esse respeito, o auto exame é um exame simples e que já auxiliou no diagnóstico precoce de muitos casos de câncer de mama e nódulos. Deve-se, no entanto, evitar o período pré-menstrual,  no qual as mamas podem ficar mais sensíveis e até aumentar de volume, confundindo a mulher por encontrar uma possível alteração que pode ser meramente fisiológica.

2 - O que devo procurar no auto exame? 

Nódulos, caroços na região da axila, alterações de pele (pele espessa em alguma região da mama, vermelhidão, aspecto de casca de laranja), assimetrias importantes, saída de secreção pelo mamilo (descarga mamilar), retração da pele ao movimentar. Qualquer mudança importante no padrão habitual das mamas deve despertar a atenção da mulher.

3 - Procure um ginecologista para acompanhamento da saúde feminina pelo menos uma vez ao ano.

O auto-exame não substitui um bom acompanhamento médico! O ginecologista é também responsável por fazer exames e encaminhar ao mastologista, que é o médico especialista em mamas. O mastologista deve ser procurado quando há algum histórico familiar ou algum achado no exame das mamas alterado e/ou que o ginecologista recomende a avaliação de um mastologista.

4 - Quando preciso fazer ultrassonografia das mamas? 

A ultrassonografia mamária não é um exame de rotina para as mulheres. O médico solicita quando, após uma boa anamnese e exame físico, tiver dúvida ou queira complementar seu diagnóstico com um exame de imagem.

5 - Quando devo realizar a mamografia? 

Diferente da ultrassonografia mamária, a mamografia tem em boa parte dos casos poder de diagnosticar um câncer em fases ainda iniciais. Deve ser realizada a partir dos 40 anos na população feminina geral. Porém, se na família da mulher há parente de primeiro grau (mãe, irmã, filha) com diagnóstico prévio de câncer de mama, recomenda-se o exame a partir dos 35 anos.

6 - Não esquecer de realizar seu preventivo: 

Toda mulher sexualmente ativa deve ter o cuidado de fazer seu preventivo - papa Nicolau ou citologia oncótica - pelo menos uma vez a cada ano. Tendo dois exames consecutivos sem alterações, o intervalo entre os exames pode aumentar para cada dois anos.

7 - Toda boa prevenção e cuidado à saúde requer da mulher hábitos de vida saudáveis.

Inclua na sua rotina semanal atividade física regular e lazer, cuide do seu sono, separe sempre um tempinho para olhar e fazer o bem por si mesma. O exercício físico ajuda a produzir hormônios e substâncias no corpo que combatem o surgimento de doenças, incluindo câncer!

8 - Antes de iniciar qualquer tratamento ouça sempre a recomendação médica para o seu caso.

O remédio que serve para alguém não necessariamente servirá para você. Não se auto medique.

9 - Até que idade devo realizar mamografia e preventivo?

Se seus exames forem normais, pelo menos dois exames consecutivos sem alterações, recomenda-se mamografia, bianulamente, até os 69 anos. Do mesmo modo, quando há pelo menos dois exames anteriores há menos de dois anos, normais, recomenda-se o preventivo, bianualmente, até os 65 anos.

10 - Não tenha medo de se cuidar. 

Há pessoas que evitam consultas médicas por receio de acharem problemas onde eles aparentemente não existiam. Esse é um GRANDE equívoco. O diagnóstico precoce é a garantia de sucesso e cura na maioria dos casos.

Beijos, divina!

Fique com Deus.

Comentários

@blogmulherdivina - Instagram